«

»

Imprimir Artigo

Comentarista do Jornal da Massa defende o retorno da monarquia

Paulo Martins, comentarista do Jornal da Massa, SBT, Paraná.

Paulo Martins: comentarista do Jornal da Massa, SBT, Paraná.

Autor: Sebastião Fabiano Pinto Marques

Paulo Martins defendeu o regime Monárquico no Brasil durante a apresentação do Jornal da Massa, SBT Paraná, 15/11/2011. Ele é comentarista daquele jornal e tal atitude surpreende tanto pela coragem, quanto pela sinceridade. Sim, existem outros comentaristas polêmicos no Brasil como o Jornalista Carlos Prates e o comentarista Arnaldo Jabor, mas nenhum deles teve a coragem de assumir abertamente o apoio à monarquia. Arnaldo Jabor, por exemplo, já teceu pesadas críticas à república e até elogiou, certa vez, a monarquia Inglesa por ocasião do casamento do príncipe William, mas nunca defendeu a monarquia de maneira tão incisiva como Paulo Martins fez.

É muito raro encontrar um jornalista ou político esclarecido sobre o tema. Em apenas 15 segundos, Paulo Martins apresentou argumentos favoráveis à monarquia. Mesmo sem tempo e sob os risos debochados dos colegas que devem ter pensado que ele estava doido por defender algo “tão absurdo”. Mesmo assim, ele expôs com seriedade algo muito importante e que passa batido: estamos muito pior com a república. Se o Brasil fosse uma monarquia parlamentar, tudo seria diferente. Mágica? Não. Há motivos de sobra para a monarquia funcionar melhor.

O problema no Brasil não é dinheiro. Temos dinheiro de sobra. O Brasil já é a sexta maior economia do mundo. E mais: é o país que mais arrecada impostos no planeta. Isso seria ótimo se o Brasil não fosse república. Mas como o é, estamos no 84º posição no ranking do IDH. O que é isso? É o índice de desenvolvimento humano que avalia a qualidade dos serviços de saúde, educação, saneamento básico, segurança pública e outros que o Estado presta à população. Enfim: o IDH é o que realmente interessa para todos nós, pois não adianta o país ser rico, como no nosso caso, se essa riqueza não melhora a nossa vida.

Os jornalistas brasileiros tradicionalmente falam mal de todas as monarquias e defendem as repúblicas, mesmo sendo elas piores que as monarquias em todos os aspectos. Qual o por quê disso? Simples: quem são os donos das emissoras de rádio e de televisão? A maioria são políticos! E eles ganham muito dinheiro no sistema republicano às nossas custas…

E mais: jornalistas escrevem artigos superficiais e genéricos que dão notícias sobre qualquer assunto. Não é função deles aprofundar no estudo dos temas. Ou seja: os jornais tendem a repetir os achismos e falam o que o povo quer ouvir. É assim que se ganha audiência. E dependendo de quem patrocina os jornais, as matérias podem mudar! Em Minas Gerais, por exemplo, não há liberdade de imprensa quando o assunto é o Governo do Estado de Minas Gerais!

Infelizmente, por causa da propaganda enganosa e massiva contra a monarquia no Brasil, a maioria das pessoas tendem achar que todas as monarquias são ditatoriais e todas as repúblicas são democráticas, quando a verdade é outra! No Brasil, infelizmente, o sistema de ensino não é livre, pois é totalmente controlado pelo Governo Federal através do MEC que dita tudo o que deve ser ensinado nas escolas e faculdades, inclusive os livros que devem ser usados! Experimente: abra qualquer livro de história do Brasil aprovado pelo MEC, está lá para qualquer um ver: “a república é boa, monarquia é má”… Marechal Deodoro “libertou o Brasil”, “Tiradentes é um herói”. Enfim: um monte de mentiras que todos acreditam porque são repetidas há mais de 100 anos!

Por que isso é feito? Simples: muita gente ganha rios de dinheiro com a repúbica, coisa que não aconteceria se fôssemos monarquia por causa da benéfica separação entre Estado e Governo.

Bandeira Imperial do Brasil

Bandeira Imperial do Brasil. Vigorou durante o período de 1822-1889. Esta é a bandeira de todos os brasileiros que querem um país melhor.

Sendo assim, Paulo Martins não só fez o que era correto fazer: defender a verdade, mas provou ser um homem de caráter e honesto. Qualidades que todos os profissionais da comunicação deveriam ter, pois os leitores merecem saber a verdade sempre, seja ela boa ou má.

Falsificar a história e os fatos é uma forma de desrespeito com o leitor. Pior que isso: é genocídio! Gerações inteiras foram desgraçadas no Brasil por causa da república e outras milhões de pessoas sofrem hoje por causa da república! Não é difícil perceber, basta olhar em volta: saúde da pior qualidade… criminalidade nas alturas… matança desenfreiada nas estradas… Enfim: a república mata!

 

Link permanente para este artigo: http://www.matutando.com/comentarista-jornal-da-massa-defende-retorno-da-monarquia/