«

»

Imprimir Artigo

A verdade sobre o “ataque” de Israel contra os navios da “frota humanitária”. Isso não aparece na TV, nem nos jornais.

Durante a busca a bordo do navio Mavi Marmara, que fazia parte da flotilha que seguia pra Gaza, as Forças de Defesa de Israel (FDI) descobriram um esconderijo de armas, que continha muitas facas, estilingues, pedras, bombas de fumaça, barras de metal, objetos metálicos e pontiagudos improvisados, varas e paus, martelos de 5kg, bombas incendiárias e máscaras de gás. Estas armas foram usadas contra os soldados da Marinha israelense enquanto eles tentavam embarcar no navio. Sete soldados ficaram feridos durante o incidente, onde “ativistas” pegaram as pistolas dos soldados e atiraram contra eles.

Abaixo, uma filmagem feita pelo navio da Marinha Israelense onde são mostrados os passageiros a bordo do navio Mavi Marmara, um dos navios que seguiria para Gaza. No vídeo, claramente pode ser visto um soldado israelense desembarcando no navio e sendo atacado pelos participantes da flotilha. O fato ocorreu após Israel solicitar que a flotilha seguisse para o porto de Ashdod.

Abaixo, um soldado que desembarcou no navio Mavi Marmara. Ele descreve a violência com a qual foi recebido na embarcação.

Após a flotilha que seguia para Gaza recusar sua mudança de curso, mesmo após múltiplas solicitações das FDI para que seguissem paa o porto de Ashdod, a Marinha israelense seguiu com as embarcações para o porto. No vídeo abaixo vê-se que os participantes são escoltados no desembarque dos navios sem terem sofrido agressões.

Veja abaixo um vídeo onde membros da flotilha utilizam de alta violência contra os soldados israelenses durante a embarcação destes no navio. O evento ocorreu nesta manhã.

Acesse abaixo um documento que aponta ligações do grupo IHH (Insani Yardim Vakfi, IHH, “Fundo de Ajuda Humanitária”) com os grupos terroristas Hamas, Irmandade Mulçumana e Al-Qaeda.

Clique no link e acesse o documento: Intelligence and Terrorism Information Center Report about Hamas and IHH – Insani Yardim Vakfi, IHH, “Fundo de Ajuda Humanitária”. Fonte: Agência de Inteligência e antiterrorismo.

Abaixo, um vídeo onde um soldado israelense é atacado com golpes de pé-de-cabra.

Abaixo, veja um vídeo onde as Forças de Defesa de Israel abordam a embarcação que se aproxima da Faixa de Gaza e oferecem o Porto em Ashdod como alternativa para que a flotilha desembarque os suprimentos e estes sejam transportados por via terrestre à Faixa de Gaza sob supervisão. A opção de transporte via terrestre é a mais segura, haja visto que algumas embarcações que supostamente levam suprimentos à Faixa de Gaza, transportam também armamentos e outros materiais bélicos. No vídeo, claramente vê-se que a embarcação recusa a proposta. Após a recusa, a flotilha atacou as FDI.

Assista abaixo um vídeo, feito antes dos recentes acontecimentos, onde os organizadores da flotilha admitem utilizar a força caso os soldados israelenses embarquem em algum navio da flotilha. Clique aqui e veja o vídeo:

Abaixo, veja o documento “The Gaza flotilla and the maritime blockade of Gaza – Legal background”, com informações acerca da legalidade do bloqueio marítimo em Gaza. Clique aqui e acesse o documento:

Fonte: Embaixada de Israel.

Link permanente para este artigo: http://www.matutando.com/a-verdade-sobre-o-ataque-de-israel-contra-os-navios-da-frota-humanitaria-isso-nao-aparece-na-tv-nem-nos-jornais/